Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Manifestantes fazem ato contra Temer no Centro do Rio

manifestantes-fazem-ato-contra-temer-no-centro-do-rio

Milhares de pessoas se reuniram na Candelária, no Centro do Rio, para um ato marcado para o fim da tarde desta quinta-feira (18), contra as denúncias envolvendo o presidente Michel Temer e outros políticos, publicada pelo jornal O Globo, após delação premiada do empresário Joesley Batista, dono da JBS.

Em pronunciamento, Michel Temer afirmou que não vai renunciar à Presidência da República, exigindo rápidas investigações. Temer disse que não solicitou a compra do silêncio de Eduardo Cunha.

“Não renunciarei. Não renunciarei, repito. Sei o que fiz e sei da correção dos meus atos. Exijo investigação plena e muito rápida. Se foram rápidas nas gravações clandestinas não podem tardar na apuração destas acusações”, afirmou.

Por conta do ato, o Centro de Operações da Prefeitura montou um esquema especial para monitorar a situação do trânsito e dos transportes na região central da cidade. Agentes de segurança já estão no local.

Na mesma publicação do jornal carioca, o senador afastado Aécio Neves é acusado de ter recebido propina da JBS. Na manhã desta quinta-feira (18), o parlamentar foi alvo de operação da Polícia Federal, que cumpriu mandado de busca e apreensão na casa do político, no Leblon, na Zona Sul do Rio.

Os agentes da Polícia Federal também foram ao endereço da irmã do senador, em Copacabana, também na Zona Sul, para cumprir mandado de prisão preventiva. No entanto, Andrea Neves foi presa em sua residência em um condomínio em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O Supremo Tribunal Federal determinou o afastamento do senador após as revelações feitas pelo dono da JBS. A decisão é uma medida cautelar e foi autorizada pelo ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF.

O diretório municipal do PSDB no Rio se manifestou favorável ao afastamento de Aécio Neves do cargo de senador. O partido disse que os fatos têm que ser apurados com máximo rigor e que se comprovados, Aécio deve ser punido como qualquer cidadão.

A diretoria do PSDB no Rio também afirmou que não pode passar a mão na cabeça de ninguém, que os tempos são outros, e que práticas políticas têm que mudar. No mesmo cenário, o ministro Edson Fachin, autorizou a abertura de um inquérito para investigar o presidente Michel Temer.

Fonte: Band News FM
(Imagens: Reprodução da Internet)

Deixe seu comentário:

REDES SOCIAIS

AUTO ESCOLA DO VALE

AUTO ESCOLA DO VALE

DISQUE-DENÚNCIA PM

DISQUE-DENÚNCIA PM

ATELIÊ GOLDEN ARTS

ATELIÊ GOLDEN ARTS

ANUNCIE AQUI!

ANUNCIE AQUI!

Menu

NOSSO WHATSAPP

NOSSO WHATSAPP

Curta no Facebook

DOWNLOAD APLICATIVO

DOWNLOAD APLICATIVO